quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

MINHA DOCE LOUCURA

 Já falei no meu primeiro poema que tenho uma vontade grande de externar do fundo de minha'' alma simples'' as coisas boas e ruins da vida, SOU TÃO SIMPLES PARA NÃO DIZER MODESTA  que as vezes parece aos outroS QUE SOU MEIO LOUCA,MAS SEI QUE O ME MANTEM LUCIDA.É ESTA MINHA DOCE LOUCURA,,,SOU ASSIM...VERDADEIRA,AS VEZES  CHATA E PORQUE NÃO DIZER INCOnVINIENTE,somos imperfeitos mas feliz daquele que procura melhorar com as cabeçadas que leva ao decorrer dos dias. S.into saudades, sinto raiva, sinto apego,desapego e assim vou levando. Ao longo do tempo levei nome de boazinha, não me defendia e me taxavam de b[BOBA, Abri os olhos; de besta ninguem me faz mais rsss sou até um pouco naja quando é preciso. Terra de sapo de cócoras com ele.Longe de mim fazer mal     a alguem e deixar de perdoar,porem não faço mais vista grossa a ironias e as falsidades.Depois de tanto tempo aprendi com os mais jovens que tambem devo dá minhas picadas de cobra. de vez em quando para saberem que estou viva,,a VELHICE É UM ETERNO APRENDIZADO. ENTÃO FAÇO TUDO PRA SER UMA BOA ALUNA.

2 comentários:

valefor disse...

Fico intrigado porque meus amigos me falam sobre os textos mas não deixam comentários.Vamos ajudar . Ela ficará feliz com algumas criticas (no bom sentido é claro rsss)

rita de bivar disse...

Obrigada. Voce mora no meu coração Valefor rss